Centro de Referência das Juventudes

  

O Centro de Referência das Juventudes (CRJ) é o seu lugar! Aqui, você vai encontrar uma galera disposta a te dar suporte naquilo que você precisa. Está em dúvida sobre o que fazer para gerar renda? Quer entender melhor como fazer uma faculdade? Gosta de desenho e quer fazer curso de animação audiovisual? Ou quem sabe aprender a tocar violão ou fazer teatro? Está a fim de criar um canal no youtube e quer entender melhor como fazer e quais ferramentas existem? Tem um coletivo e quer encontrar uma maneira de gerar renda com as atividades de vocês? Está precisando de um lugar para acessar a internet e encontrar os amigos? Ou quem sabe um espaço para organizar um cineclube ou fazer uma reunião? Quer ajuda para montar um currículo e um portfólio legal? O CRJ  traz todas essas possibilidades em um único lugar, que tem a cara das juventudes.

Os CRJs estão em funcionamento em Terra Vermelha, em Vila Velha, Feu Rosa, na Serra, e em Rubem Braga, Cachoeiro de Itapemirim, no Centro, em Aracruz, em Ayrton Senna, em São Mateus, e agora em Kubitschek, Guarapari. Eles serão um espaço de garantia de direitos das juventudes capixabas, conforme o Estatuto da Juventude (lei 12.852/2013). Lá, os jovens irão encontrar uma equipe formada por psicólogo, assistente social, terapeuta ocupacional, educadores, articuladores locais, oficineiros e outros profissionais que entendem a importância de se viver a juventude com autonomia, escrevendo a sua própria história.

O Governo do Estado está implementando Centros em 10 municípios do Estado, nos territórios que compõem o Programa Estado Presente. Os Centros são fruto de uma parceria do Governo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).  

Onde

Vila Velha, Serra, Cariacica, Vitória, Cachoeiro de Itapemirim, Linhares, São Mateus, Aracruz, Colatina e Guarapari são as cidades contempladas. Os espaços onde vão funcionar os CRJs serão ambientes abertos, coletivos e acolhedores, que receberão as juventudes em toda sua diversidade, com atenção e cuidado. Os jovem serão ouvidos em suas demandas, cabendo à equipe o esforço no sentido de encontrar caminhos e soluções para atendê-l@s, a partir dos seguintes eixos:

O Eixo Cola Aê é o de entrada no CRJ. Poderá ser pra fazer um curso ou oficina, para usar computadores e internet, para o empréstimo de equipamentos audiovisuais, entre outros serviços. Se @ jovem quiser, poderá passar a ser acompanhad@ pela equipe do CRJ e criar um Planejamento de Vida (PVida), ou seja, junto com a equipe, traçar um caminho de sonhos e possibilidades, com metas e um percurso a ser seguido. Este é o Eixo Fortalece Família. Estes dois eixos (Cola Aê e Fortalece Família) formam o Núcleo Socioafirmativo e de Acesso do Centro.

Mas, se o jovem chegar mais interessad@ na geração de renda, vai poder participar do Eixo Tô no Topo. O objetivo aqui é entender as necessidades e possibilidades individuais ou de um grupo (coletivo), para construir um Plano de Possibilidade de Trabalho, com acompanhamento da equipe. Este é o Núcleo de Economia Criativa, Trabalho e Renda, que também conta com o Trampo Coletivo – um espaço de coworking, com computadores, telefone, impressora, sala de reunião à disposição d@s jovens – e o Laboratório de Potencialidades Capixaba (LAB Poca) – um laboratório criativo, que poderá ser de cozinha, audiovisual, moda, entre ouros, e possibilitará a geração de renda para @s jovens do território.   

Entre os participantes do Fortalece Família e do Tô no Topo, serão selecionados 15 jovens para receber uma bolsa de Jovem Mobilizador, que irão atuar como lideranças no próprio território, divulgando as ações do Centro, participando de oficinas, cursos e eventos e das atividades do LAB Poca.

 

Serviços que são oferecidos no CRJ:

  • Oficinas e cursos de qualificação e profissionalizantes

  • Acompanhamento individual e/ou coletivo

  • Atividades e eventos artísticos, culturais e esportivos no território

  • Mostra semestrais e anuais dos trabalhos produzidos

  • Mostra de Profissões

  • Auxílio Transporte

  • Passeios, vivências e/ou visitas fora do território

  • Jovens mobilizadores

  • Empréstimo de equipamentos audiovisuais e salas

  • Acesso à internet
  • Promoção da geração de renda através do LAB Poca